Ace Frehley – Anomaly (2009)

unnamed

4a4e7-downloadpic3Anomaly é o quinto álbum solo do ex-guitarrista do Kiss, Ace Frehley, lançado em 15 de setembro de 2009. É o primeiro álbum de novo material de estúdio desde Trouble Walkin ‘, de 1989. Frehley produziu a maior parte do álbum, com Marti Frederiksen produzindo o cover da banda Sweet “Fox On the Run”.

Ace Frehley – Origins Vol.1 (2016)

lp-duplo-ace-frehley-kiss-origins-vol-1-imp-lacrado-D_NQ_NP_781685-MLB25896802280_082017-F

4a4e7-downloadpic3Origins, Vol.1 é o sétimo álbum de estúdio do guitarrista americano Ace Frehley, lançado em 13 de abril de 2016 no Japão e 15 de abril nos Estados Unidos. É um álbum de covers que apresenta participações de Slash, Lita Ford, John 5, Mike McCready e ex-colega de banda de Frehley no Kiss, Paul Stanley.

Ace Frehley – Spaceman (2018)

ace

4a4e7-downloadpic3Spaceman é o oitavo álbum de estúdio do guitarrista americano Ace Frehley, lançado em 19 de outubro de 2018. O álbum apresenta uma participação do ex-colega de banda de Frehley, Gene Simmons. O álbum entrega tudo o que se espera de Frehley: hard rock guiado por guitarras, com solos na linha de frente (ainda que cada vez menos inventivos) e riffs fortes, vocais tradicionalmente displicentes, cozinha pesada e letras tão simplórias que só poderiam ter sido escritas por um legítimo “bronx boy” – em menção ao título de uma das músicas presentes no disco.

Ace Frehley – Ace Frehley (1978)

Ace-Frehley-1978

4a4e7-downloadpic3Ace Frehley é o álbum solo do guitarrista do Kiss, Ace Frehley. É um dos quatro álbuns solo realizados pelo Kiss sendo um álbum de cada membro. “New York Groove” alcançou a posição #13 nos Estados Unidos, a posição mais alta desde “Beth” em 1976, e a canção “I Was Made For Lovin’ You” lançado um ano depois (#11). O álbum alcançou a posição #26 na Billboard e recebeu disco de platina em 2 de Outubro de 1978 vendendo 1,000,000 de cópias. Os destaques são a excelente “Rip It Out”, “Speedin’ Back to My Baby”, “Fractured Mirror” e “Wiped Out”. Com exceção da bateria e do baixo (em três faixas), Frehley tocou todos os instrumentos. É consenso entre os fãs que o disco solo dele é o melhor dos quatro. Rock puro, direto, com ótimas composições e uma performance primorosa do guitarrista. Além disso, Frehley mostrou mais seu lado vocalista, algo com que ele não conseguia se sentir confortável para explorar no Kiss, mesmo incentivado por Gene e Paul – tanto que, nos três álbuns seguintes do Kiss, ele cantou sete músicas.

Ace Frehley – Frehley’s Comet (1987)

81nsHvGCtHL._SL1425_

4a4e7-downloadpic3Frehley’s Comet é o segundo álbum solo do ex-guitarrista do Kiss, Ace Frehley. Após alguns anos de incerteza, Ace começou a recrutar integrantes para sua banda. Eram em sua maioria músicos de estúdio que Ace tinha conhecido ao longo de sua carreira. Para o line-up inicial, foi trazido o baterista Anton Fig, que fazia parte da banda do apresentador David Letterman. Anton já havia tocado com Ace em seu primeiro álbum solo (ainda com o Kiss, álbum que, com exceção da bateria, teve todos os instrumentos tocados por Ace e foi o que teve mais vendas dos 4 discos solos), e em Unmasked, do Kiss, cujos créditos foram dados a Peter Criss. Para o baixo, veio o famoso John Regan (que tocou com David Bowie e Peter Frampton). Inicialmente, a outra guitarra ficaria a cargo de seu velho amigo Ritchie Scarlett. Ace também teria um tecladista: Rob Sabino, que foi logo substituído por Arthur Stead, mas que também não vingou. Sem contrato, tocando em clubes, gravando demos, a banda foi se dissolvendo, nesta época também, Ace foi vítima de um trágico acidente. As coisas só vieram a acontecer em 1986, quando Ace assinou contrato com a Megaforce. O álbum simplesmente chamado de Ace Frehley: Frehley’s Comet é bem diferente do que Ace havia feito no Kiss. “Rock Soldiers” abre o disco, uma canção poderosa onde Ace conta sobre seu trágico acidente. No álbum também se destacam: “In the night”, uma canção composta pela máquina de fazer hits conhecida como Russ Ballard. No Frehley’s Comet, Ace dividia os vocais com Tod Howarth, que se mostra impecável em músicas como: “Breakout” e “Calling To You”. Na maioria das apresentações, Anton não pôde estar presente e seu substituto era Billy Ward.