Faith No More – Angel Dust (1992)

600x600bf

4a4e7-downloadpic3Angel Dust é o quarto álbum de estúdio da banda Faith No More, lançado a 8 de Junho de 1992, sendo considerado um dos álbuns mais influentes da história da música, servindo como base para o surgimento do New Metal. É o último álbum de estúdio com o guitarrista Jim Martin, e o segundo com Mike Patton no vocal. O álbum foi recebido com aclamação por parte da crítica especializada, sendo frequentemente listado entre os maiores álbuns dos anos 90, em 2003 foi listado pela revista Kerrang! como o álbum mais influente de todos os tempos. O álbum vendeu menos que seu antecessor no mercado americano, foi certificado como Ouro, porém teve maior repercussão no restante do Planeta, e acabou se tornando o álbum mais vendido da banda com aproximadamente 3 milhões de copias ao redor do mundo, além de uma nomeação ao Grammy Award em 1993 de Melhor Performance de Hard Rock.

Faith No More – Album Of The Year (1997)

p-134181-full (1)

4a4e7-downloadpic3Album of the Year é o sexto álbum de estúdio e o último da banda Faith No More antes do hiato, lançado a 3 de Junho de 1997. Talvez por razões contratuais, talvez por influência de Gould, o Faith No More adentra mais uma vez o estúdio e grava o que viria a ser o seu último trabalho: Album of the Year. Em meio à recente febre da canção eletrônica, Gould assumiu a varinha de condução e escalou o produtor Roli Mosimann, com quem co-produziu as gravações. A influência de canção eletrônica, especialidade de Mosimann, viria a permear algumas faixas do álbum como “Stripsearch” e a grande gama de remixes lançados como lados-b do álbum. Notava-se também uma preocupação em alcançar a sonoridade de Angel Dust em faixas como “Last Cup Of Sorrow”, onde os teclados passavam novamente a exercer um papel importante nas canções. O legado mais obscuro da época de King for a Day apareceu em faixas como “Collision” e “Naked In Front Of The Computer”. O fato é que, mais profundamente que no álbum anterior, o espírito de desunião e indiferença musical tornou-se muito evidente, levando muitos fãs a apostar no tão falado encerramento de atividade da banda. Foi notória a participação burocrática dos integrantes, visivelmente imersos em outros trabalhos. O resultado final foi uma colcha de retalhos, canções pouco inspiradas e sem um fio condutor entre si. Com recepção fria, oposta aos anos dourados da banda, Album Of The Year foi praticamente ignorado pela mídia que estava mais focada no grunge já em decadência.

Faith No More – King For a Day… Fool For a Lifetime (1995)

fnmkfad_1428855695_crop_550x550

4a4e7-downloadpic3King For a Day… Fool For a Lifetime é o quinto álbum de estúdio da banda americana Faith No More, lançado a 13 de Março de 1995. É o primeiro álbum da banda sem o seu antigo guitarrista Jim martin. O álbum contém diversos estilos musicais, como o Punk nas faixas Get Out e Digging The Grave, Grunge em Ricochet, Soul em Evidence, Metal Alternativo em The Gentle Art Of Making Enemies, Country em Take This Bottle, Grindcore e Nu Metal em Cuckoo For Caca, dentre vários outros. O primeiro single a ser lançado foi a faixa “Digging the Grave”.

Faith No More – A Small Victory (1992)

Faith No More 'A Small Victory [Single]' Cover

4a4e7-downloadpic3Lançado em 01 de setembro de 1992, o maxi-single “A Small Victory” Remix traz cinco versões, sendo 4 remixadas, da faixa “A Small Victory” e a faixa “Malpractice”. “A Small Victory” é a décima faixa e o segundo single do quarto álbum de estúdio do Faith No More, Angel Dust. Foi lançado como single em 3 de agosto de 1992, na Europa e 16 dias depois no Japão. A música foi remixada mais tarde por Youth of Killing Joke. Este remix foi lançado em 1 de setembro de 1992, na Europa, e em 29 de outubro de 1992, nos EUA. Foi o seu último single a figurar nas paradas da Billboard Modern Rock, chegando ao 11º lugar

Faith No More – The Real Thing (1989)

Faith-No-More-The-Real-Thing

4a4e7-downloadpic3The Real Thing é o terceiro álbum de estúdio da banda norte-americana de rock Faith No More, lançado a 20 de junho de 1989 pela Slash Records. É o primeiro álbum da banda com Mike Patton como vocalista, que escreveu e gravou a maioria das músicas do disco, ao invés de Chuck Mosley. O álbum vendeu mais de 2 milhões de cópias em todo o mundo. Detalhe: Antes de contratar Mike Patton, a banda gravou a instrumental de todas as músicas, e assim, deixando o Mike compor as letras para as instrumentais. É o álbum de maior sucesso do Faith No More, conseguindo disco de platina nos Estados Unidos, levando a banda a uma grande turnê mundial que durou 3 anos, tendo tocado na segunda edição do Rock In Rio, abrindo a noite para os Guns N’ Roses e Billy Idol. A canção “Epic” foi a responsável pelo estrondoso sucesso da banda, sendo considerada a musica mais conhecida do grupo além de seu videoclipe ter sido objecto de controvérsia, pois aparecia em câmara lenta a morte de um peixe; tendo depois o peixe regressado a um tanque vivo.